Campus Serra Talhada realizará ciclo de palestras virtuais sobre educação, formação social e diversidade

Se é certo que a educação é um importante instrumento de (trans)formação social, um dos seus papéis é também o de fomentar o debate e a reflexão sobre as diversas identidades e suas múltiplas formas de expressão. Partindo dessa perspectiva, o campus Serra Talhada do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IFSertãoPE) irá promover, entre os meses de julho e agosto deste ano, um ciclo de palestras sobre educação, formação social e diversidade no ensino das ciências exatas – e, mais especificamente, no contexto do ensino da Física.

 

Com o tema “Educação e Formação Social: refletindo desde as imprevisíveis américas”, a primeira palestra do ciclo será realizada nesta segunda-feira (26), das 19h às 22h, e contará com a participação do professor e antropólogo Augusto Oliveira. Já a segunda palestra, que abordará o tema “Educação para a diversidade no ensino das ciências exatas”, será realizada no dia 6 de agosto, no mesmo horário, com a participação do professor de Matemática do Instituto Federal da Bahia (IFBA), Getúlio Silva, e do licenciando em Matemática pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Washington dos Reis. Ambas as palestras serão ministradas de forma virtual, por meio da plataforma Google Meet.

O ciclo de palestras integra as atividades da disciplina Fundamentos Sociológicos da Educação, ministrada pela professora Rívia de Jesus, no curso de Licenciatura em Física do campus Serra Talhada. Além de alunos do próprio curso, as palestras têm como público-alvo estudantes de demais ciências exatas e a comunidade em geral. Para participar, os interessados deverão se inscrever previamente na plataforma IFEventos. Ao final, serão conferidos certificados aos participantes, com carga horária de 3h por cada participação.

Palestrantes

Augusto Marcos Fagundes Oliveira - Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), mestre em Educação pela mesma universidade e doutor em Antropologia Social pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Vive em Mérida, Yucatán, México, onde estuda língua maia no Centro Peninsular en Humanidades y Ciencias Sociales (CEPHCIS - UNAM) e participa do “Seminario Permanente Representaciones Sociales, Género y Vulnerabilidad”, na mesma instituição.

Getúlio Rocha Silva - Licenciado em Matemática pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) e mestre em Cultura e Sociedade pela Universidade Federal da Bahia (Ufba). Professor de Matemática no Instituto Federal da Bahia (IFBA). Sócio da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN) e capoeirista vinculado à Associação de Capoeira Geração Brasil (ACGB).

Washington dos Reis - Licenciando em Matemática pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), membro do Laboratório de Práticas Matemáticas para o Ensino (LaPraME/UFRJ/CNPq) e do MatematiQueer: Estudos de Gênero e Sexualidades em Educação Matemática (UFRJ/CNPq).